segunda-feira, 30 de maio de 2016

Guarda Compartilhada


Na guarda compartilhada, deve-se considerar sempre a forma mais interessante e adequada para os filhos. Ela deve ser estabelecida independentemente de haver acordo entre os pais da criança e da forma como se deu a separação – amigável ou não –, a menos que o magistrado verifique que um dos genitores não possui condições de zelar pela tutela do filho ou que um deles abra mão da guarda. Saiba mais na matéria do CNJ serviço desta semana: http://bit.ly/22uhh3e.

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem de uma garotinha de costas sentada na grama abraçada com uma abelha de pelúcia.
Descrição da ilustração: Guarda compartilhada. A Lei n. 13.058/2014 determina que o tempo de convívio com os filhos deve ser dividido de forma equilibrada entre a mãe e o pai, além de estabelecer que os pais devem decidir em conjunto todas as questões relacionadas à vida dos filhos. Saiba como funcionam as regras para guarda dos filhos. fb.com/cnj.oficial twitter.com/cnj_oficial.

Nenhum comentário :

Postar um comentário